Noticias

Igrejas podem permanecer abertas, mas sem cultos, pede secretário

Objetivo é promover ajuda a quem precisa, mas evitar aglomeração de fiéis.

João Gabbardo dos Reis. (Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde)

Wanderson Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, reforçou a recomendação que templos religiosos evitem aglomerações de fiéis por causa do novo coronavírus, Covid-19.

“A igreja pode ficar aberta para as pessoas rezarem. A nossa recomendação é que não se façam nem missas, nem cultos, para que não haja aglomeração de pessoas”, afirmou o secretário em entrevista coletiva realizada de forma virtual para diminuir os riscos de contaminação.

“Tem gente que quer fechar igreja, [que] é o último refúgio das pessoas”, afirmou o presidente, ecoando o que vem sendo dito por Silas Malafaia.

Tanto na Coreia do Sul, como na França, igrejas foram responsáveis por dezenas de infecções. Exatamente templos que não respeitaram o pedido das autoridades para cancelamento de cultos e reuniões, o que acaba por prejudicar o “achatamento da curva” na luta contra o vírus chinês.


Por: ADLINHARES


Evento 1

Culto da Virada

detalhes