Noticias

Jovem vence a depressão após conhecer Jesus

Alessandra disse que desde criança frequentava reuniões espíritas e ouvia vozes quando adolescente

Fonte: Guia-me | 24/08/2018 – 13:40
Alessandra é uma jovem cristã com um passado bastante carregado de dificuldades e desafios que foram vencidos por meio de sua entrega a Jesus. Ela, que já chegou a pensar em suicídio quando estava com depressão, hoje é casada e mãe do pequeno Benjamim. Ela conta que abandonou o espiritismo para abraçar Jesus depois de ter se casado com um rapaz cristão.

“Eu nasci em berço católico e logo desde cedo fui batizada como tal. Eu não tinha costume de frequentar a missa todos os domingos, mas a minha criação foi de base católica e espírita. Antes de eu nascer, o casamento dos meus pais passava por muitas complicações, tudo pela falta de Deus. Então eu cresci como uma criança problemática”, conta alessandra.

Ela salienta que mesmo muito nova já tinha seu psicológico abalado pelo fato de seus pais serem pessoas desviadas do amor de Deus. Eu cresci sem ter conhecido a Palavra, mas sabia que Ele existia. Aos 10 anos eu era uma criança bem problemática. Aos nove eu vi meus pais se separando de uma vez”, contou.

“Com essa pouca idade eu já tinha visto minha mãe tentando se matar com uma faca, o meu pai enforcando a minha mãe e se não fosse eu ele não teria largado ela. Obviamente, todos esses acontecimentos agravaram sérios conflitos psicológicos em mim. Com sete anos eu já tinha frequentado terreiros espíritas. Com 13 e 14 anos eu escutava vozes falando comigo, me chamando. Eu via coisas no escuro”, pontuou.

Alessandra conta que fugiu de casa para morar com seu pai depois que eles se separaram, mas passou a se sentir mais sozinha e por isso se apegou ainda mais ao espiritismo. Apesar disso, em suas orações ela pensava em Deus. “Meu pai namorava com uma moça e eu acabei indo morar com ela em outra cidade. Eu acabei me apegando muito essa madrasta”, disse.

Suicídio

A jovem conta que foi nesse período que começaram as primeiras tentativas de suicídio dando indícios de sua depressão. “Eu me mutilava e tomava vários tipos de remédio. No final do meu terceiro ano eu voltei a falar com a minha mãe e comecei a frequentar mais a casa dela até que voltei a morar com ela. Foi aí que coisas maravilhosas começaram acontecer”, colocou.

“Comecei a frequentar a igreja evangélica com a minha mãe. Nessa época, ela havia se convertido, já tinha se batizado e se entregado para Jesus. A vida dela mudou totalmente, ela mudou totalmente, estava muito mais carinhosa e amável comigo. Ainda era um pouco depressiva quando comecei a frequentar a igreja com ela”, ressaltou.

“Eu sentia algo muito forte no meu coração, uma chama quente. E eu chorava, sentia o amor de Deus e a cada culto eu me apaixonava mais”, disse a cristã. Alessandra se casou com o jovem cristão e aos poucos, ela que frequentava tanto a igreja evangélica quanto as reuniões do espiritismo resolveu romper de uma vez por todas com a religião e se entregou totalmente a Jesus.


Por: ADLINHARES


Evento 1

Palestra Pais e Filhos

detalhes